Segue-me | Tumblr

тιago, 18 anos. Um rapaz como os outros que encontra demasiadas coisas por entre as coisas que devem ser notadas. E este é um espaço meu, entre todas as outras coisas.


 


between.




Terça-feira, 27 de Dezembro de 2011

#2011, as palavras.

 

Este ano, especialmente, marcou-me por certas palavras que me foram ditas. Outras que disse. Outras que nem sequer foram ditas. Umas que se fizeram ouvir repetidamente, outras nem tanto. Umas que não passaram de simples palavras, outras que provavelmente ficarão gravadas aqui sem fim á vista. Foi um ano de palavras, como outros.

Houve tantas. As que quero realçar, não só pelo seu significado quando foram ditas, como provavelmente por serem aquelas de que me lembro, como se alguma vez as tivesse esquecido, fizeram parte dos meus dias em 2011. Parte ainda o fazem.

Lembro-me das vezes em que ela me dizia “amo-te”. Esta palavra intemporal que já perdeu o seu tempo dita dos lábios dela e repetida tantas vezes por mim marcou o início do ano. Marcou Janeiro e uma pequena parte de Fevereiro. Mas marcou-me por um longo tempo mais. Fez parte e não me arrependo de me deixar ouvi-las ou mesmo de as dizer. Afinal foram ditas no tempo certo.

Outra palavra que ficou foi “decisões”. Bem sei que a vida é feita delas mesmas, assim como de escolhas, mas até agora, diria que o ano anterior ficou com as escolhas e este ano com as decisões. São coisas semelhantes, mas diferentes na maneira como as vejo. 2011 fez-me ter de decidir muita coisa. Não só decisões que envolvessem aqueles que me são mais próximos, como eu mesmo principalmente. Foi com base nelas que me envolvi em consequências que esperava enfrentar e outras que nem tanto. Portanto, 2011 foi um ano de decisões.

Uma das consequências da palavra anterior levou-me a outra palavra, “força”. Tive de ir buscá-la onde achava que não a tinha quando a que me davam já não chegava. Achei-a com sucesso, considero. E 2011 tanto marcou inicialmente pela ausência dela como pela sua existência. Mas é algo que ficou. Como esta palavra, deparei-me também com “acreditar”, “erguer”, “esperança” e “realidade”. Todas elas pronunciadas especialmente quando dentro de mim havia a ausência delas. Agora, ouço-me a dizê-las constantemente.

Uma palavra que me ficou na cabeça de uma maneira tão forte quanto eu a desejava foi “férias”. Realmente marcou-me pelas memórias que me traz das do verão 2011. No mesmo conjunto de palavras que me trazem á memória momentos divertidos vêm “pão” e “broa(ahah, um dia faço um post sobre isto, para vos deixar mais claro), assim como outras que o riso me fez praticamente esquecer, “praia”, “grizar” e “ataque”; se eu disser que “oyéeah!”, que é uma palavra/interjeição de um ato de loucura, também marcou este ano, não é mentira nenhuma.

Depois aparecem também palavras como “seca” e “dormir” que realmente me marcam em período de aulas, especialmente agora em 2011. Também, e na minha opinião a palavra que marcou o ano de toda a sociedade em geral, “crise”, uma que me enerva e que de facto ouvimos frequentemente em 2011, faz parte deste conjunto.

Para terminar, penso que estas foram as palavras que mais marcam 2011 em mim. Mas é complicado resumir um ano nelas mesmas só. Foi um ano de palavras, sem dúvida.


left by тιago às 17:38
link | deixar comentário | favorito
(95):
De Raquel a 30 de Dezembro de 2011 às 00:33
O post que fizeres sobre "pão" e "broa" vai ser O MELHOR SEM DUVIDA!!! ahahahahaha

Quanto ao resto buscaste essas palavras todas muito bem, primeiro foi as decisões que estamos constantemente a tomar e claro que tomaste muitas decisões mas a principal e mais importante foi mudares seres uma pessoa mais forte porque quando achamos que não conseguimos temos de ir arranjar forças onde pensamos que não temos e acabamos por nos supreender a nos próprios!


De тιago a 30 de Dezembro de 2011 às 02:33
ahahahahaha vai arrebentar com o mundo dos blogs!

é mesmo isso ;)


De Raquel a 30 de Dezembro de 2011 às 12:59
Claro que vai nem duvides! AHAHAHAHAHAH


De Flor-de-lis a 28 de Dezembro de 2011 às 21:02
Ainda bem que estas melhor da constipação. xd
Obrigada pelo teu comentário, fico contente que fiques contente. :)
Abraço forte


De MJ* a 28 de Dezembro de 2011 às 18:20
sim, eu entendo. mas, bem... já estou farta de ver as pessoas a sofrerem porque andam com as coisas guardadas para elas, por isso é que acho melhor falar, porque senão vão andar sempre a imaginar como poderia ter sido se o tivessem feito. Mas, sim, não posso discordar de ti quando dizes que é só o ano que passa e não os sentimentos, mas bem... às vezes, precisamos de fazer algumas mudanças, mesmo que isso nos faça passar, posteriormente, por momentos... constragendores.


De Daniela a 28 de Dezembro de 2011 às 18:08
Vamos ver durante quanto tempo desta vez :D


De Catii a 28 de Dezembro de 2011 às 15:13
Espero que comeces 2012 como nunca começaste outro , e especialmente que quando chegues ao fim do ano tenhas tanta coisa que em vez de palavras tenhas que usar frases .


De Patrícia a 28 de Dezembro de 2011 às 15:04
óh, mas isso é óbvio! (:


De patrícia oliveira a 28 de Dezembro de 2011 às 14:16
Só tenho a dizer que escreves realmente bem, mas acho que já te tinha dito isso :)
Espero que entres com o pé direito em 2012 e que o que foi para ti o pior deste ano, seja o melhor para o ano que vem, e nunca desistas de nada!


De Blueberries a 28 de Dezembro de 2011 às 13:37
E risse XD


De Teresa Isabel Silva a 28 de Dezembro de 2011 às 12:21
Espero bem que sim e que continue por muito, muitos, anos...

Bjxxx


De inês silva- a 28 de Dezembro de 2011 às 11:52
estranho, não perguntes porque é que acho que é, mas é aha (a) (eu sei, confuso..)


It exists between us since 22nd July 2011