Segue-me | Tumblr

тιago, 18 anos. Um rapaz como os outros que encontra demasiadas coisas por entre as coisas que devem ser notadas. E este é um espaço meu, entre todas as outras coisas.


 


between.




Sexta-feira, 26 de Agosto de 2011

Continua.

 

 

 

 

E uma semana depois, já a Terra girou umas sete vezes e o tempo andou ás cabeçadas entre dias de trovoada, sol, chuva, calor, frio e vento. E lá vou eu recorrer á organização por tópicos para contar o que aconteceu e que preciso partilhar. Até que eu nem gosto muito de escrever assim, mas para quem neste momento procura simplicidade e algo prático e não está com muita paciência para formular um texto com cabeça, tronco e membros (agora lembrei-me da minha stôra de francês do nono :o ) e com qualquer ordem cronológica, é a melhor maneira. E:

- As coisas com a minha prima resolveram-se. Em parte. Porque não no seu todo? Eu explico: Mandei-lhe uma mensagem a dizer-lhe, numa combinação entre honestidade, sinceridade e verdade, que não aguentava mais a nossa zanga. Isto na madrugada de sábado para domingo. Ela respondeu pela manhã, dizendo o mesmo. E então fizemos as pazes ali. Mais para o fim da tarde estive pela primeira vez depois daquilo com ela. E como sempre, fisicamente é diferente. Senti uma grande distância entre nós. Talvez porque estava com uma amiga também, mas pronto. Vou dar tempo a isto. Estou certo que é o melhor. Mas o balanço é positivo e já me faz sorrir.

- Fez 14 anos que o meu avô materno morreu. Nesse mesmo domingo, 21. A família foi á missa e, pela primeira vez, apenas perguntaram “Queres ir?” e eu respondi “Não.”. Começam a aceitar que não sou Católico. Nunca fizeram muita pressão para que o fosse na verdade, mas aceitarem totalmente, nunca. Sinto que foi mais um passo. Foi há tanto tempo que já é encarado com uma certa normalidade este dia. Eu não me lembro de nada dele, e se não fossem as fotografias, seria apenas um vazio. “O teu avô gostava muito de ti. Adorava-te. E brincava contigo.”, disse-me uma vez a minha mãe. De certa forma eu sinto saudades dele e do seu colo, pois embora não seja certo que ele mo tenha dado, assim que penso nele imagino momentos felizes. Estou convicto que interiormente tenho guardado tudo, só não sou capaz de relembrar.

- Passei um sábado em família. Um sábado que visto de fora foi apenas uma ida ao shopping, com ida ao cinema incluída. Mas não, não foi. Apesar de pequenas discussões com os meus pais enquanto lá estávamos, do género “Não quero entrar nessa loja! ; Então vou eu!”, eu gostei do dia, muito até. Deu para renovar um pouco o roupeiro e, acima de tudo, para renovar os laços. Quanto ao filme, foi divertido. “Animais Unidos”. O filme chama atenção, através da animação, para o que o Homem está a fazer ao planeta. E numa das partes, confesso que me tocou de tal maneira, que me comoveu. E não sou de me comover muito facilmente. Principalmente em público. Penso que os óculos 3D ajudaram. Não é um filme brilhante, mas quanto á mensagem, está lá.

- Tenho me rido muito com a Raquel. Quer por mensagens, quer pelo msn. Isto acontece porque só dizemos disparates e a nossa conversa é cheia de brincadeira. São coisas absurdas, mas que realmente me fazem rir. Rir tanto que me chegam a vir as lágrimas. E estes momentos fazem muito bem. Quer a mim, quer a ela. É pena isso só acontecer durante o período das férias de Verão. Durante o ano, com a escola, não dá tempo para ser tão absurdo. São momentos sazonais de humor, vamos chamar-lhes assim. E, infelizmente, estão quase a acabar...

- A escola vai começar e eu estou ansioso e com vontade de parar o tempo. Contradição fácil de explicar. Este ano vêm para a minha turma dois amigos meus que andaram comigo desde o primeiro ano, mas que no décimo foram para outra escola. Não gostaram, e vieram para a minha. Vai ser bom, muito bom, ser de novo da turma deles. Estou certo que vai dar uma certa felicidade ao décimo primeiro, que se advinha vir a ser um ano complicado... E querer parar o tempo parte da sensação de que o Verão não foi aproveitado ao máximo. Não quero voltar ao stress, ás obrigações, á rotina. A liberdade das férias fez-me bem, física e emocionalmente. Visto que não posso fazer, a ansiedade vai tomando conta de mim.

- Fui ás Noites de Verão, pela primeira e última vez este ano. Confesso que amei e me fez muito bem abanar o capacete e rir. E o que não foi muito feliz, foi o final. Mal cheguei ao carro as coisas mudaram de rumo. Os meus pais queixaram-se de que eu não convivo com eles. Têm razão, eu tento ao máximo fugir das discussões e manter-me animado. Com eles, tem vindo a ser quase impossível. Mas desta vez a discussão foi calma. “Pronto, o que interessa é que te divertiste.”, “É, e as coisas em casa vão continuar assim.”. Foi assim que terminou, entre o meu pai e eu. Ficou no ar o ambiente de com o que disse, veio tudo ao de cima. Mas o silêncio vingou a partir daí. Em casa, no meu quarto, acabei por ceder ao ouvir música. Chorei durante uma hora, sentado na janela atrás das cortinas. Lembrei-me de tudo da minha vida. Chorei pelas coisas boas, pelas coisas más. Pelo que tenho saudades, pelo que não faz falta. Mas chorei. E desde lá, sinto-me muito melhor. E embora me possam acusar de ser um fraco por isso, diria que faz parte. E se anteriormente estes momentos me faziam cair por terra, agora dão-me força para continuar. Aprendi alguma coisa com a tristeza. A vida continua.

- Fui ver um filme á casa da Carina. Fui ver o seu novo cão, o Óscar, também. Pronto, e gostei muito do cão. Eu gosto de todos, nada de anormal. E o “Professora Baldas” é um bom filme para se passar tempo. Empanturrámo-nos  em pipocas e gomas e depois andamos a jogar PS3, um jogo de “batatada”, como nós dizemos. Bem, foi uma tarde bem passada. Já deu para sair de casa sem ser ir para a praia. É bom ter alternativas.

- Ando a pensar em escrever no blog diariamente. Assim evito posts enormes a resumir uma semana. Isto é uma necessidade diária, e eu ando a adiá-la e a concentrá-la. Se começar a fazê-lo, será a partir de 1 de Setembro. Preciso de coincidir este começo com algum início em níveis cronológicos, apenas por organização.

- Fazer parte do blog “3” está a ser fantástico. A fic está a correr muito bem e estou a conseguir conciliá-la com a “Slow Life”. Gostaria de ter mais leitores, aliás, gostaríamos. Pedia a quem  gosta de ler fics que passasse por lá. Tenho a certeza de que vão gostar.

- Tenho saudades dos momentos Loira-Tigas-Mira.  E este assunto não quero desenvolver.

E assim ando eu. 


left by тιago às 23:59
link | deixar comentário | favorito
(11):
De maraft ♥ a 1 de Novembro de 2011 às 23:25
neste post dizes que foste ás noites de verão, por acaso são as da póvoa de varzim? :o


De artie schleck a 30 de Agosto de 2011 às 10:58
mas podes sempre postar apenas quando tens algo de novo para dizer (não precisas de postar todos os dias), ou então podes deixar posts agendados (:


De artie schleck a 29 de Agosto de 2011 às 14:06
Fazes bem em escrever no blog diariamente. :)


De Raquel a 28 de Agosto de 2011 às 22:24
Pa ser sincera eu acho que não falamos nem nos grizamos tanto qndo a escola começa porque tambem nao queremos! ahahahaha se quisessemos era o ano todo, nem que fosse só durante uma hora! ahahaha

Já sabes que estou aqui para mais risadas como temos tido, e que estou sempre aqui para o que precisares! (:

Rimos nos por tudo e por nada, ate quando damos por ela tamos a chorar de rir que é sem dúvida uma sensação boa! (:

Bem só resta agradecer me de teres falado de mim na fic! ahahaha e tambem agradecer por tudo o resto (:


De тιago a 29 de Agosto de 2011 às 22:56
com a escola é complicado, já sabes (:
sei muito bem disso.
muito boa mesmo!
ahaha um dia xD por isso agradeço eu :]


De Raquel a 2 de Setembro de 2011 às 13:40
Yah eu sei que é dificil (:


De тιago a 2 de Setembro de 2011 às 19:55
mas pronto (:


De ▲ máei a 27 de Agosto de 2011 às 21:57
não senhor, foi o 245 (quase, quase :b)


De Blueberries a 27 de Agosto de 2011 às 14:11
Vejo que te divertiste xD


De Juliana a 27 de Agosto de 2011 às 13:57
De certa forma foi uma boa semana :)
Fazes bem em tentares postar todos os dias.

Os meus avós não aceitaram, mas também devido o facto de eu ter recusado viver com eles. Eu não ia deixar a minha vida para ir viver para eles.


De Miriam ∞ a 27 de Agosto de 2011 às 00:21
e o que puderei dizer em relação a este post , é que estarei aqui para o que der e vier Tigas!

e sim também tenho saudades dos momentos Loira-Tigas-Mira, e muitas mesmo !


It exists between us since 22nd July 2011