Segue-me | Tumblr

тιago, 18 anos. Um rapaz como os outros que encontra demasiadas coisas por entre as coisas que devem ser notadas. E este é um espaço meu, entre todas as outras coisas.


 


between.




Terça-feira, 24 de Janeiro de 2012

Ele: eu.

  

Ele poderia ter fingido. Poderia ter até tentado mentir-lhe. Não era seu costume, mas não era apenas sobre ele desta vez. Ele não chegava para tomar a decisão certa, para falar as palavras corretas. Ele podia. Mas tal como podia, também não podia. Podia. Magoá-la, de certo. A ela, a ele. Mas não foi por ele que escolheu a sinceridade. É impossível que o tenha feito. Nem sequer a via como uma opção. Mas contra essa certeza, havia muitas mais ideias que o atingiam como incerteza. Ele sabia. Mas não contava só ele. Não desta vez. E ao dizer-lhe as palavras que considerou mais certas, ele mesmo se sentiu tudo, menos certo. Não pelo que dizia, mas pelos olhos que via. Os olhos dela. Era incrível como cada coisa que ele pronunciava servia de ingrediente para a desilusão. Ela podia mentir, mas ele ainda sabe: os olhos dela não mentiam, não mentem. Se ele pudesse, ou se ela pudesse, as coisas não seriam assim programadas. Mas estas coisas não se programam e muito menos são obra do destino. Não estava no destino ele lhe aparecer na frente. Mas ele apareceu. Sabe-se lá porquê. E voltou a aparecer. Da última vez para falar com ela. E só falaram deles. Um e o outro. Se no fim aquela conversa, esclarecedora a princípio, o deixou feliz? Não. E a ela muito menos. Mas isso não foi dito. Foi sem qualquer palavra que ele o entendeu. E ela podia não gostar dele de uma forma que a matasse, mas ele preocupa-se. Com ela. E sabe, sobretudo sabe, que a felicidade dela não é algo muito forte. E ele, de maneira alguma, pensara que podia ser um motivo para a fragilizar ainda mais. E no fim, ainda se apercebe que o amor não é algo tão definido e concreto, apesar de não se confrontar com ele pela primeira vez. 


E a realidade associou-se à verdade, e de mãos dadas, partiram sorrisos.
Os dela, os dele. Direi melhor, os meus.

left by тιago às 16:07
link | deixar comentário | favorito
(47):
De avery. a 25 de Janeiro de 2012 às 17:00
vou contar-lhe o que sinto e depois, sim, seguir em frente.


De * wild * a 25 de Janeiro de 2012 às 16:30
Pois estou, sempre estive e vou estar (:
Mas o meu post não se refere concretamente ao que tu estás a pensar... também é isso, mas é mais outra coisa que se passa! percebes?


De maguie. a 25 de Janeiro de 2012 às 16:26
(:


De Ynis a 25 de Janeiro de 2012 às 15:18
ooh u,u o menino veio de preposito pha ver se continuava igual é?! +.+

noop..hj ja tou meio recuperada xD'D


De PequenoCachimbo ™ ®© a 25 de Janeiro de 2012 às 15:55
responder ao meu comentario >>> ''tao pronto u,u'' <<< uauuu u-ú...


De PequenoCachimbo ™ ®© a 25 de Janeiro de 2012 às 19:34
ui mt simpatico sim xD'D


De PequenoCachimbo ™ ®© a 25 de Janeiro de 2012 às 21:24
deves ser isso deves u,u..vou ver se tenho pachorra pha ler o testamento que escreveste T-T


De Miriam ∞ a 25 de Janeiro de 2012 às 14:35
true story bro !


De * wild * a 25 de Janeiro de 2012 às 14:12
Pois ...


De Teresa Isabel Silva a 25 de Janeiro de 2012 às 11:49
Hum, parece-me que anda aí uma menina na tua vida... Espero que ela te faça feliz...

Bjxxx


De maguie. a 25 de Janeiro de 2012 às 07:13
O tempo cura juntamente com a força de vontade. (:


De inês silva- a 24 de Janeiro de 2012 às 22:37
tshii, que querido, mas continuo a achar que tenho piada :o
ahaha, a sério, também és Silva? humm, se calhar ainda somos primos em 6º ou 7º grau e não sabemos x)

gostei muito do texto, e é impressão minha ou coisas novas andam a acontecer por aí?*


De Catii a 24 de Janeiro de 2012 às 22:18
é verdade , deves ser um bom rapaz e por aquilo que escreves posso-te dizer que as vezes fico com vontade de te conhecer , mas tira um pouco a piada aos blogs xD


It exists between us since 22nd July 2011