Segue-me | Tumblr

тιago, 18 anos. Um rapaz como os outros que encontra demasiadas coisas por entre as coisas que devem ser notadas. E este é um espaço meu, entre todas as outras coisas.


 


between.




Sexta-feira, 5 de Outubro de 2012

¡Fuck Love!

 

Apetecia-me partir-lhe a cara toda. O cabrão insistia em fazer realçar a cara de otário que tinha com um sorriso sínico que, aparentemente, só eu o classificava como tal.

Mas eu não lhe parti a cara. Virei as costas e dirigi-me para casa.

Pelo caminho pensava em deixar-me de me meter na vida dos outros. Na vida dos outros todos, mesmo que um dia já tivessem feito parte da minha. Se ela queria mostrar-se melhor por ter voltado a namorar mais depressa do que eu, que me mantinha solteiro, que o fizesse então. Que se atirasse a todos. Que abrisse as pernas umas três vezes ao dia e perdesse a virgindade umas mil e noventa e cinco vezes por ano. 

E eu? Que faria eu? Arranjava uma gaja? Uma gaja boa, com umas mamas do caralho? Uma atriz porno e comê-la, talvez.  Pois bem, eu não pretendia fazê-lo. Naquele regresso a casa só me apetecia partir a cara àquele cabrão e trazê-la pelo braço até minha casa e fazermos amor, de novo.  Sentir a sua pele na minha pele, os nossos lábios, o prazer de nos entregarmos tão fácil e espontaneamente um ao outro.

Basicamente era isso. Partir a cara a um e depois trazê-la comigo, para sempre. Tudo isto porque a merda do amor se entranha nos ventrículos, alimenta-se do miocárdio e não nos deixa sem os destruir ou magoar. Num caso normal, uma lesão deste género levar-nos-ia a algo semelhante popularmente a um enfarte, mas como o coração do amor fica na nossa cabeça, o que nos dá é dores de cabeça precisamente. E parece que vai explodir, latejam-nos as veias na testa e pensamos em tudo e fazemos quase nada.

E o que puto do amor nos dá é dores de cabeça. Grande merda, de facto.


left by тιago às 00:44
link | deixar comentário | favorito
(23):
De Isabella a 5 de Outubro de 2012 às 22:57
Acho que sim, só que acho que para realmente surtir algum efeito eu também teria de não estar acompanhada...
Eu entendo-te!! E boa sorte com isso, aposto que vai sair algo genial daí, pelo que vejo nos teus posts...
Oh muito obrigada :) Bem aviso-te já que não está mesmo nada de especial, mas pronto se quiseres força, quando tiveres tempo...
É isso mesmo, este livro, sendo o meu primeiro acho que é algo demasiado meu e eu...


De Miriam a 5 de Outubro de 2012 às 22:57
exato ! obrigada :D


De Ynis a 5 de Outubro de 2012 às 22:55
no é bem detestar é mais do tipo ''oi? ham? fq? o que isso é? aaaaah nao presta nao'' x.x
--
G-G desmancha prazeres.. dasse.. eu ate me perguntei ''mas ele é fininho como é que da nos cornos do moço? pse..'' e depois ainda pensei ''O-O OMG ele n é virgem..'' u-ú.. é eu sou triste..
G.G mudaste o fundo?


De Ynis a 6 de Outubro de 2012 às 00:05
bue triste mesmo xD'D.. e seria mais se eu n tivesse apagado e te perguntado ''OMG, TU JÁ NÃO ÉS VIRGEM?'' woooooow.. coisa trágica u.u

OOOOOOOOOOOOOOOO: pois mudaste..


De Ynis a 6 de Outubro de 2012 às 00:18
OOOOOOOO: por isso é que já cortaste a juba..


De Ynis a 7 de Outubro de 2012 às 11:46
epa.. nao sei o que é que a juba tem a ver com isso, mas pha, nao interessa..


De Ynis a 7 de Outubro de 2012 às 13:51
ou seja, tu sem juba deixas de ter masculinidade ou la cm se escreve, logo.. e.e.. AHAHAHAHAHAAHAHAH logo passas a ser gay AHAHAHAHAHAHAHAHAH U-U agr ja percebo pq é que n és virgem..


De anne a 5 de Outubro de 2012 às 22:47
de facto, tens razão. o nosso país está completamente de cabeça para baixo.


De maguie. a 5 de Outubro de 2012 às 22:45
secalhar devia fazer isso mesmo.
gosto da imagem de fundo :)


De ariana a 5 de Outubro de 2012 às 22:43
eu prefiro lasanha, mas também como piza com muito gosto!
isso é inevitável.


De anne a 5 de Outubro de 2012 às 19:55
ora muito bem, se há coisa que não gosto de receber nem de enviar aos outros são estas mensagens apelidadas de "spam" porém, encontro-me numa fase em que sou lida mas desprezada, pelo menos na minha inocência de avaliar as coisas é o que mais me parece!
criei recentemente um email (weirdgingercat@hotmail.com), que servirá nada mais nada menos para receber com todo o carinho e amor possível as vossas cartas virtuais. mas, a verdade é que a minha caixa de correio está tão, mas tão vazia que ainda nem tive tempo de responder às ditas.
portanto, a carta não terá de ser super duper elaborada, um simples olá e um relatar do vosso dia bastaria.

tenho dito.
beijinhos.


De დ R*M ಌ a 5 de Outubro de 2012 às 18:45
Olha quem voltou do mundo dos desaparecidos e nem disse nada! xD
bem, se nao tivesse carregado acidentalmente no link do teu blog nem sabia do seu reaparecimento. Atao, ha quanto tempo? Tudo bem?
ahahha tive aqui a atualizar.me e bem grande frase a ultima, mais verdade impossivel.. :p


De тιago a 5 de Outubro de 2012 às 22:41
ahah, acidentalmente xD
sim, e contigo?

é, é das poucas partes não fictícias deste texto


De დ R*M ಌ a 5 de Outubro de 2012 às 22:51
foi acidentalmente pq carreguei no sitio que nao era suposto mas ainda bem :P
vai-se sobrevivendo ja que nao ha outra soluçao!
ahaha porque o texto é ficticio? :o e eu a pensar que andavas ai cheio de energia pra bater em quem te aparecesse a frente ;)
tou a brincar


De тιago a 5 de Outubro de 2012 às 23:53
pois, é mesmo, sobrevivendo!
é fictício na parte das personagens, mas nas vontades não digamos; ahah


De Isabella a 5 de Outubro de 2012 às 18:39
Obrigada!! :D

Não sei se consigo depois de tanto tempo...


De sacha hart a 5 de Outubro de 2012 às 16:07
Oh...mas que texto magnifico! "Ligeiramente" cheio de raiva, mas magnifico, sem dúvida!


It exists between us since 22nd July 2011