Segue-me | Tumblr

тιago, 18 anos. Um rapaz como os outros que encontra demasiadas coisas por entre as coisas que devem ser notadas. E este é um espaço meu, entre todas as outras coisas.


 


between.




Sábado, 3 de Setembro de 2011

Fragilidade.

 

 

A fragilidade do ser humano é algo indiscutível. Mas até que ponto essa fragilidade move as nossas vidas? Até que ponto ela pode juntar e separar pessoas? Eu não estou bem certo das respostas, apenas certo de que a fragilidade muda tudo.

O livro que comecei a ler pôs-me, entre outros, este tema na cabeça. Há muito que sei que o ser humano pode ser forte o suficiente para resistir a algumas coisas, mas não consegue ter resistência suficiente para tudo. E a fragilidade torna-se mesmo notória com a morte. Por mais que medicamentos, boa qualidade de vida, amizades e sorrisos possam adiar esse dia, ele acaba sempre por vir. E a morte tem de facto um significado negativo no vocabulário corrente. Mas a fragilidade também não é muito bem vista pela sociedade, no final das contas.

Crescemos a ouvir lemas como Tens de ser forte ou Não baixes os braços, nunca e no entanto isto não nos dá rigidez suficiente para que se termine de vez com ela. E seria a rigidez, ou é, algo bom? Ou, pelo menos, algo melhor que a fragilidade?

A fragilidade faz do ser humano sobressaírem qualidades. Quantos não puderam usufruir desta realidade para praticarem boas acções como ajudar um idoso, fazer voluntariado, doar um órgão... Haveriam bons corações sem ela? Parece-me que não.

E faz surgir tristeza, revolta, e muitas coisas más. É tão complexa...

A fragilidade já mudou a minha vida. Já me fez chorar, pedir abraços, beijar alguém por carinho. Sou capaz de dizer que é graças a ela que consigo chamar alguém de amigo. Não que tenha ela dado origem á amizade, mas que é um importante ponto a referir para que ela nasça. A vida é frágil. E nós, pessoas, também. E guiámo-nos muitas vezes por ela. Pela fragilidade dos nossos sentimentos, de nós mesmos.

Já fiquei doente e precisei de um hospital. Já me senti morto e precisei de um amigo. Já quis ler um livro para fugir da dura realidade. Já amei e fui amado. E estou certo que tudo isto está relacionado com a minha fragilidade.

Até podemos não ter um rótulo que diga «Frágil» e um autocolante que sugira que é preciso manusear com cuidado, mas na realidade, todos os nossos medos, loucuras, suspiros ou passos se resumem a fragilidade. Uma fragilidade que varia de pessoa para pessoa em termos quantitativos e não é uma questão de se ter ou não.

Muitos recebem-na com tristeza, sentem-se incapacitados. Isto pois não a vêem com a naturalidade que ela tem de ser vista. Reparem, o nosso estado de espírito é, afinal, fruto dela mesma. Não fosse a fragilidade, não haveria muitas vezes mudanças de humor tão repentinas. Surpreende-nos que todos os dias as coisas mudem, quer para pior ou para melhor, sem que até agora essas mudanças tenham deixado de se repetir, dia após dia? Pois bem, tudo isso terminará quando, eventualmente, a fragilidade desaparecer. Até lá, o mundo continuará frágil, podendo a qualquer momento quebrar-se como um copo de vidro que tomba sobre o chão.

O ser humano tem é de se convencer que é frágil e aprender a viver com isso. O pior é se somos frágeis ao ponto de não aguentarmos essa ideia...

 

Até Amanhã. 

O dia foi: passado em casa.

left by тιago às 20:58
link | deixar comentário | favorito
(14):
De Daniela a 6 de Setembro de 2011 às 00:08
Agora deixaste-me a pensar ... Acho que concordo contigo , sim :$


De ▲ máei a 4 de Setembro de 2011 às 16:00
tu podias escrever um livro #facto! o:


De Annye . a 4 de Setembro de 2011 às 15:43
Eu já vi o filme e adorei (;

Fala do q esta a acontecer no mundo . Mais exactamente é sobre a sociedade de hoje em dia, da pobreza e de como estam a destruir o planeta . Qand o vi pela primeira vez fiquei chocada c a forma de como a rapariga estava a referir as coisas e como ela tem razão naquilo q diz .


De PequenoCachimbo ™ ®© a 4 de Setembro de 2011 às 15:13
T.T aconselho te seriamente a leres a historia tda..pq eh mesmo PERFEITA *o*...de todos os livros qe li dele, so n gostei assim mt do ''diario da nossa paixao'' pq esse n tem piada nenhum T.T nem o filme tem so msm a parte do sexo (qe tmbm eh meio pho fateloza'' xpp..
oh eu tmbm n sou mt fa de romances, so msm dos dele e tal..prefiro cenas mais bacons xpp...
non faz mal u,u..eo sou buee magricelas meu filho e tmbm sou bue peqenina portanto acho qe me encaixaria bem de baixo da tua cama x)...

bijoo
o/ hasta


De Raquel a 3 de Setembro de 2011 às 22:39
Qando dizes sobre a fragilidade que " não haveria muitas vezes mudanças de humor tão repentinhas" como eu compreendo o que dizes e sabes bem a que me referio. Mas uma pessoa tem que aprender a lidar com isto mesmo que seja dificil

Gostei do que disseste e da maneira que escreveste *-*


De тιago a 4 de Setembro de 2011 às 15:12
Eu ao escrever confesso que pensei logo nisso...
pois é.
ainda bem (:


De Raquel a 4 de Setembro de 2011 às 15:19
pois é normal como sabes da situação é normal teres pensado niso...


De Annye . a 3 de Setembro de 2011 às 22:32
Tenho amigos q dizem : 'Espanha...aquilo não tem nada de jeito' ou 'não é nada de especial', mas eu não acredito nisso . Eu adorava ir lá !
Não digas nada q eu nem tenho palavras :\
O teu post tem muitas verdades . Qal é o livro q te estavas a referir no post ?


De copodeleite a 3 de Setembro de 2011 às 21:57
Contigo tal poderá acontecer. até pode fazer sentido os sonhos que tens mas comigo, para alem de raramente me lembrar deles, são muito confusos e misturam pessoas que não tem nada haver desde familiares, amigos de infância ou perfeitos desconhecidos. Logo não consigo tirar nenhuma ilação deles.

claro que não há nenhuma teoria para uma relação durar, Tiago. eu apenas pus-me a desertar sobre algo que me apoquentou - o facto de as relações serem muito rápidas. já não há a fase do encantamento, dos sorrisos, do conhecer o outro. às vezes, alguns rapazes riem-se de mim por dizer isto. afirmam que sou complexa mas eu acho que é tão importante numa relação como a parte mais física (isto soa muito mal mas não explicar de outra forma :$). sim, ontem fui ao cinema e hoje deu para andar a cozinhar...

beijo :)


De Miriam ∞ a 3 de Setembro de 2011 às 21:46
sabes ? eu nunca tinha pensando nisso ! e depois de ler o teu texto pensei " pois é! ele tem razão. Uau as coisas que se aprende a ler e a pensar!"


De PequenoCachimbo ™ ®© a 3 de Setembro de 2011 às 21:40
T.T sabes, es das poucas pessoas que me faz ''n saltar de linha'' x).. ^^ cada vez qe lei uh algo teu da me vontade ler mais e mais...x.x.. (ÉS UM HOMEM MORTO! e.e*)
x,x homem, sabes uma coisa?! manda te ao caum e escreve masé um livro u,u...torna te um nicholas sparks em versaum tuga xD'D...
enfim, os meus olhos saum mt frageis a coisas bunitas..portanto, hj es mais qe um homem morto...tem cuidado n vaia eu aparecer te de baixo da cama xD'D..

bijoo
o/ hasta


De PequenoCachimbo ™ ®© a 3 de Setembro de 2011 às 21:34
ja agr tas a falar do qe?! O.o


It exists between us since 22nd July 2011