Segue-me | Tumblr

тιago, 18 anos. Um rapaz como os outros que encontra demasiadas coisas por entre as coisas que devem ser notadas. E este é um espaço meu, entre todas as outras coisas.


 


between.




Domingo, 23 de Dezembro de 2012

Ele levou-me (a dançar).

 

Nunca fui rapariga de me deixar levar para a cama por qualquer rapaz. Mas ele levou-me.
Sim, ele levou-me. Enquanto dançávamos ele não me disse que adorava os meus olhos verdes, ou que gostava da maneira como o meu cabelo fino deambulava enquanto eu me mexia. Nem disse que a minha pele clara o atraía, ou que as curvas dos meus lábios o chamavam. Ele não disse nada. Certo foi que respondeu à chamada dos meus lábios e os beijou. Beijou-me, eu beijei-o. Enquanto dançávamos e depois, quando já a dança era outra.
Eu nunca gostei tanto de dançar. Nunca me senti tão coordenada sem contar os tempos.
Contudo, a dança termina. Terminou. Eu voltei-me para o teto depois de me deitar ao lado dele. Confessei às estrelas, imaginando o teto como céu, que tinha sido maravilhoso. Só lhe meti os olhos de novo em cima assim que o céu começou a ficar nublado. Apontei-lhe o olhar de encontro à sua barba escura e vi-o fumar. Aspirei as nuvens e soprei-lhe ao ouvido no final. Ele desvaneceu-se do plano em que se encontrava e fitou-me então. Pestanejei uma vez, tal foi a vontade de não fechar os olhos enquanto estavamos ali, naquele entreolhar. Inesperadamente, a sua voz grave rompeu o silêncio assim que afundou o cigarro no cinzeiro da mesinha de cabeceira. E ele disse-me tudo aquilo que não tinha dito só para me levar para a cama. Falou-me dos meus olhos verdes, do meu cabelo fino, da minha pele, dos meus lábios. E aí eu soube que ele não era mais um.
Mas não estamos juntos hoje. Nem o voltei a ver depois que ele me virou as costas, se vestiu e saiu pela porta do meu quarto. Deixou-me ali, nua. Esquecera-se do maço de tabaco e eu, embora tivesse o meu na bolsa, peguei num isqueiro e fumei um dos seus cigarros enquanto recordava toda a dança daquela noite.
Na altura, tinha esperanças de o ver brevemente. Porém, o tempo deixou-se passar e eu guardei aquele maço na gaveta da mesma mesinha de cabeceira onde ele o havia deixado. Nunca mais o voltei a tirar de lá. Pretendia usá-lo, caso o reencontrasse, como pretexto para o fazer voltar ao meu quarto e pudéssemos, quiçá, dançar novamente.


left by тιago às 02:18
link | deixar comentário | favorito (4)
(28):
De Flor-de-lis a 5 de Março de 2013 às 21:43
olá, tudo bem
voltei a escrever e a estar presente no teu blog.
bjs


De Teresa Isabel Silva a 24 de Fevereiro de 2013 às 12:10
Quem sabe ele não volta para ir buscar o maço de tabaco!!!

Bjxxx


De Miguel Alexandre Pereira a 6 de Janeiro de 2013 às 19:01
Mais um fabuloso texto. Há momentos marcantes em que gostamos de ter algo para nos recordar como tudo foi, sabem tão bem essas recordações :)


De Isabela a 2 de Janeiro de 2013 às 23:22
Olá, como tens passado? As festas correram bem?
Felizmente, foi só uma fase, 2013 vai ser um novo começo, bem que precisava...
Beijinhos, feliz ano!!!


De UmToqueDeSentimentos a 30 de Dezembro de 2012 às 00:50
Olá voltei a escrever :D
Amei o texto!
tenho uma palavra para este magnifico texto "UAU"!
Descreves ao promenor... leva-nos a uma dimensão que parece que estamos a visionar tudo.
já pensast em escrever um livro??
Beijinhs
Marisa C.


De Ynis a 29 de Dezembro de 2012 às 02:46
passei-te um selo

xau. e-e


De meninapequenina. a 27 de Dezembro de 2012 às 18:41
Sempre atencioso!


De Catie ♥ a 27 de Dezembro de 2012 às 11:16
Foi muito bom, obrigada . E o teu ?


De Ynis a 27 de Dezembro de 2012 às 00:07
o leto é um gajo que não tem idade definida u-ú.. eu ate lhe dou 100 anos, mas nao combina com ele.. e____e

OOOO: pois.. eu li qualquer coisa dessa cena dos preços dos bilhetes, ficarem mais caros depois de dia 31.. para todo o caso, eu ja tenho o meu rico bilhete..

G.G omg.. se te vir, vou esperar que fiques bem alone pra ir te espancar ^^


De maguie. a 26 de Dezembro de 2012 às 22:28
pois :)


It exists between us since 22nd July 2011