Segue-me | Tumblr

тιago, 18 anos. Um rapaz como os outros que encontra demasiadas coisas por entre as coisas que devem ser notadas. E este é um espaço meu, entre todas as outras coisas.


 


between.




Segunda-feira, 8 de Abril de 2013

II

Há quanto tempo não dizes que amas alguém? Sem contar com as vezes em que pensas que estás apaixonado ou que tens uma queda por ela ou por outra. Tentas convencer-te, repudias-te, não chegas a nenhuma conclusão, não amas, amas pouco, quase nada, muito, outra vez, agora ou sobretudo amarás depois.
Será digno perguntar se sabes amar? Independentemente se com os olhos ou se com o órgão que figuras como contendo os sentimentos, sabes? Soubeste? É, aproveita e relembra. Sabias amar? Oh, és tão oco e é triste que nem te ames a ti mesmo, mesmo nesse egoísmo natural que te é característico.
Podes ir mordendo o lábio enquanto pensas, não te fica nada sexy ao contrário do que as raparigas dizem ficar em, reconheces tu que talvez queiram dizer apenas em alguns, rapazes. É que nem que o desfigurasses com mordidelas até que sangrasse e fosse só papa de carne, tu pensarias o suficiente.
Já para não dizer que não chegarias, uma vez mais, a saber se sabes amar.
Então talvez amar seja só algo que não se sabe mas se faz. Como respirar, coisa que se não tomarmos consciência , nem sabemos que o fazemos. Respirar e amar, há paralelismo.
Afinal, há vida sem um e sem o outro?

(Ah, deixa que me recorde.
No espaço temporal que digo ter amado lembro ter-me sentido vivo.
Faz sentido não faz?

Ou talvez me falhe a memória.)


left by тιago às 00:23
link | deixar comentário | favorito (4)
(12):
De um-lugar-de-amor a 11 de Abril de 2013 às 22:44
gostei imenso Tiago (:


De Isabela a 11 de Abril de 2013 às 11:01
Nunca se sabe o que poderás vir a ser no futuro. Eu reparei que andaste a responder, sendo que vou começar a ter cuidado com o género que uso nas perguntas, porque não és o único rapaz por lá, ups.
Eu entendo o teu ponto de vista e até concordo com ele. Penso que numa relação tem de haver um comprometimento de ambas as partes para não anularmos a pessoa nem a pessoa nos anular...se houver uma feliz combinação de personalidades e gostos, é bom. Se não houver, é porque aquela pessoa não está destinada a nós...
A vida é complicada tiago.
Beijinhos :)


De sweet a 10 de Abril de 2013 às 19:31
Obrigada! :)


De Ynis a 10 de Abril de 2013 às 07:40
pois é, porno brasileiro é mesmo bosta!
OO: foi sim, TU SABES QUE EU TE AMO, MAIS QUE OUTRO POMBO QUALQUER <3333 -sqnn. fy too u_u


De meninapequenina. a 9 de Abril de 2013 às 20:33
Este texto parece ter sido escrito por um heterónimo masculino de mim, na verdade também não me lembro da última vez que amei.

E lamento desiludir-te, mas não acho propriamente sexy um rapaz a morder o lábio.. mas são escolhas,são escolhas.


De Isabela a 9 de Abril de 2013 às 10:58
Tu tens um talento nato para escrever, tenho a certeza que darias um escritor excelente (eu comprava os teus livros eheheh).
Já te adicionei ao grupo, obrigada por gostares da minha ideia! Eu tive uns dias ocupada com os afazeres da faculdade, então o tempo era escasso para passar por aqui...SÊ BEM-VINDO :)
Beijinhos.


De sweet a 8 de Abril de 2013 às 19:22
Ui dá muito que pensar este texto...gostei :)


De Flor-de-lis a 8 de Abril de 2013 às 17:22
"Então talvez amar seja só algo que não se sabe mas se faz. Como respirar, coisa que se não tomarmos consciência , nem sabemos que o fazemos."
Nem mais...
Desculpa não dizer mais nada, mas tu já disseste tudo!
Obrigada pelo teu comentário, e digo o mesmo (se precisares de alguma coisa diz).


De Flor-de-lis a 11 de Abril de 2013 às 18:11
Ok! tudo bem.


De Ynis a 8 de Abril de 2013 às 13:32
e_e eu gosto especialmente da parte em que tá em parenteses e nem sei se é mesmo por ser a última coisinha para ler ohohoh'
mas eu nem devia estar a elogiar o que tu escreves, porque tu amas-me e sabes que eu adoro o que escreves e_e (até a tua tristeza.. epa.. essa sim eu adoro -sqn XD'D)


De Catie ♥ a 8 de Abril de 2013 às 09:56
Se é ... olha passa-se tanta coisa e ao mesmo tempo não se passa nada, só me apetece desaparecer e não voltar
Adorei o post principalmente a parte que escreveste : « Afinal, há vida sem um e sem o outro ? »


It exists between us since 22nd July 2011