Segue-me | Tumblr

тιago, 18 anos. Um rapaz como os outros que encontra demasiadas coisas por entre as coisas que devem ser notadas. E este é um espaço meu, entre todas as outras coisas.


 


between.




Domingo, 4 de Setembro de 2011

Outra Explicação.

“Uma vez, perguntei à minha mãe porque é que as estrelas brilhavam. Ela disse que eram luzes nocturnas, para que os anjos conseguissem ver por onde andavam lá no Céu. Mas quando perguntei ao meu pai, ele começou a falar de gases e, de alguma forma, eu juntei tudo isso e cheguei à conclusão de que a comida que Deus servia dava origem a múltiplas visitas à casa de banho a meio da noite.”

in Para a minha irmã,

Jodi Picoult

Em momentos da minha vida, na Infância, sobretudo, costumava questionar-me do que eram as estrelas. Cativava-me a maneira como brilhavam na escuridão do céu negro da noite. Nunca cheguei a formar realmente uma explicação para o que eram. Disseram-me que quando morria alguém, se tornariam numa. Mas as pessoas continuaram a morrer e eu nunca dei conta de um céu mais brilhante. Se calhar não me dei ao trabalho de as contar devidamente para ter resultados mais precisos, mas agora já de nada vale. Costumava gostar de me deitar na relva nas noites mais quentes, e observá-las. Como eu as admirava. Também eu gostaria um dia de brilhar tanto quanto elas, não para ser visto, mas para ser notado. Agora, passados tantos anos, percebi que também fui uma estrela. Uma estrela que já explodiu e perdeu a sua cor num buraco mais negro do que o escuro, uma estrela que já ardeu o suficiente para o deixar de o ser. Já sonhei ser uma. Mas apercebi-me que elas são tantas, mas tão sozinhas e distantes. Mas eu sonhava com as estrelas. E lamento que tenha sido por aprender a verdade sobre elas que perdi essa capacidade. Talvez seja essa a razão de eu detestar física e química. Uma delas. E eu costumo observá-las na mesma, mas sem fascínio algum. E continuam estrelas.

Só eu não continuo a mesma criança. Nem mesmo criança.

 

Até Amanhã.

O dia foi: ligado à leitura e à escrita.

left by тιago às 15:54
link | deixar comentário | favorito
(20):
De Annye . a 5 de Setembro de 2011 às 21:35
:b


De PequenoCachimbo ™ ®© a 5 de Setembro de 2011 às 21:03
LOOOL...esta bem.. xD'D..

bijoo
o/ hasta


De Tea & Coffee a 5 de Setembro de 2011 às 16:27
Não tens de quê (:
Pois cada vez mais me apercebo que provavelmente é o que me vai acontecer a mim.

É engraçado porque neste fim-de-semana alguei para ver precisamente esse filme 'Para a minha irmã', concordo plenamente com o que escreveste. As pessoas partem, mas as estrelas no céu parecem não aumentar...


De mia. a 5 de Setembro de 2011 às 14:46
olá,
gostei do texto :$
beijinho*


De Cláudia a 5 de Setembro de 2011 às 13:42
porquê o quê? xD


De Miriam ∞ a 4 de Setembro de 2011 às 22:24
eu penso homem ! xD

isso das estrelas , lembra f.q por isso NÃO GOSTO ahahah


De copodeleite a 4 de Setembro de 2011 às 21:26
pois. sobre isso nunca se sabe. :s
a todas as regras à excepções.
correu bem. saiu um bolinho que até tirava uma fotografia se não tivesse sido já comido todo xDD
estou a ver que essa leitura está-te a cativar bastante. Pergunto-me porque que não gostas de F.Q.? tem tudo haver com estrelinhas xDD
beijinho


De ▲ máei a 4 de Setembro de 2011 às 20:55
(mensagem geral)
alô! pediste, nós avisamos. novo capítulo no more than a crush! passa por lá.
esperemos que gostes (:
r&m


De raquel a 4 de Setembro de 2011 às 20:22
Adorei este texto. Ainda estou a reflectir sobre elas.


De Patrícia a 4 de Setembro de 2011 às 19:03
e esta música é lindaaaa *.*


It exists between us since 22nd July 2011